5 passos para demitir sem causar traumas

14 jun 2019

Demissão é um tema sempre delicado, principalmente para o gestor, que tem a responsabilidade de dar a notícia do desligamento para o funcionário. Inevitável, a tarefa de demitir um membro da equipe está no caminho de todo líder e não pode ser deixada para depois.

O momento da demissão é tão importante quanto o da admissão, uma vez que ambos fazem parte do processo administrativo da corporação e, por isso, tem que ser realizado com competência e profissionalismo.

Existem maneiras de tornar a situação menos desconfortável e traumática para ambas as partes. Tomar alguns cuidados nessa hora ajuda a garantir menos impacto em quem é demitido e no gestor que executa a ação, além de contribuir para a preservação da imagem da empresa e no bom clima entre os demais colaboradores.

Para ajudar nessa etapa, temos um passo a passo simples, com orientações que podem te auxiliar na hora da demissão:

Não terceirize a responsabilidade

O apoio do RH é essencial e pode ajudar na preparação para realizar a demissão. Construam os argumentos juntos e montem um discurso coerente para que o desligamento seja feito da maneira mais respeitosa possível. Mas, lembre-se: o RH é apenas um suporte, a tarefa e responsabilidade da demissão é do gestor.

Vá direto ao assunto

Seja breve e objetivo. A pessoa estará abalada e não assimilará um longo discurso. Cerca de 15 minutos é o tempo suficiente para dar a notícia. Nessa hora, basta informar sobre a decisão e os procedimentos a serem tomados em seguida.

Seja transparente

Clareza e objetividade são essenciais. Não deixe dúvidas quanto ao motivo do desligamento. Seja verdadeiro, não importa qual a causa da demissão. Informe-a com franqueza, sem entrar em detalhes, de maneira que não fique margem para interpretações equivocadas.

Agradeça a contribuição

Independente do motivo do desligamento, agradeça a contribuição do profissional e reconheça o trabalho prestado até o momento. Gentileza e cordialidade demonstram a importância que o empregado teve para a organização.

Apoie e oriente

Com o objetivo de humanizar o processo de demissão, principalmente para profissionais que trabalharam por muitos anos na empresa ou com cargos de alta gerência, é possível contratar uma consultoria especializada em recolocação profissional, que buscará uma nova posição no mercado para o ex-funcionário, além de auxiliá-lo em seus próximos passos na carreira. Essa prática é uma tendência e é adotada por muitas empresas que desejam oferecer apoio e assistência nesse momento de transição.

Então, por mais que pareça, demitir não é um bicho de sete cabeças. Mantenha a calma e, dentro do possível, planeje todo o processo de desligamento do trabalhador para evitar desgastes profissionais, éticos e legais.