Cursos de curta ou longa duração: o que vale mais a pena?

18 out 2019

O mercado de trabalho está cada vez mais dinâmico e sofre mudanças contínuas. Não basta ter uma formação sólida, é preciso se atualizar constantemente. Sabendo disso, vem a dúvida: investir em cursos livres, cursos de extensão,  MBAs, especializações ou pós-graduações? 

É claro que essa escolha depende do momento que sua carreira está, mas os cursos de curta duração estão se tornando uma tendência, principalmente para quem busca recolocação profissional ou melhorar o currículo, abrindo portas para novas oportunidades.

Cursos rápidos = profissional especialista

Antes de tudo, vamos ressaltar que os cursos de longa duração são fundamentais, pois oferecem uma base sólida para a formação do profissional e nunca devem ser deixados de lado. Entretanto, os cursos de curta duração trazem resultados rápidos e consistentes para a carreira.

Com assuntos mais focados e o máximo de conteúdo possível, eles são uma solução prática para se especializar rapidamente em sua área de atuação, aperfeiçoando habilidades técnicas e agregando conhecimentos que são aplicáveis na rotina de trabalho. 

Quais as vantagens de investir em cursos de curta duração?

Além de ser um diferencial no mercado, eles proporcionam outras vantagens para a sua carreira:  

Novas tendências – independente da sua área de atuação, existem novidades, atualizações e tendências surgindo a todo momento. Nesse formato de curso, você fica por dentro de tudo isso rapidamente. 

Aprendizado rápido – com carga horária de 20 a 150 horas de duração, eles possibilitam conciliar estudos e trabalho, de forma rápida e eficiente.

Foco na prática – sem muita teoria, esse tipo de curso é totalmente direcionado para questões práticas, focando na realidade do profissional e suas demandas.

Networking – esses cursos estão repletos de profissionais em busca de capacitação e essa é uma excelente oportunidade de aumentar sua rede de contatos. 

Na hora de escolher seu curso, tenha sempre em mente seu perfil profissional, a relevância do mesmo para sua área de atuação e, claro, seus objetivos pessoais e profissionais. Mantenha-se sempre preparado para novas oportunidades ou para se destacar na sua atual posição.